Acompanhe as novidades

Cirurgia plástica reparadora: Entenda como ex-obesos e pessoas com cicatrizes podem ser beneficiadas

Publicado em 10/09/2019 Cirurgia plástica reparadora: Entenda como ex-obesos e pessoas com cicatrizes podem ser beneficiadas

Na maioria das vezes, ao falarmos de um procedimento de cirurgia plástica, logo remetemos ao ideal de beleza. Porém, algumas cirurgias plásticas reparadoras são utilizadas para reconstruir parte do corpo que foi destruído. As causas podem ser variadas e geralmente associadas a algum problema de saúde.

Entre os motivadores da cirurgia plástica reparadora, podemos destacar:

  • Problemas causados de forma congênita;
  • Problemas de desenvolvimento ou crescimento;
  • Problemas causados por traumas;
  • Problemas causados por infecção;
  • Problemas causados por tumores;
  • Problemas causados por doenças;
  • Problemas causados pela perca de peso.

Sendo assim, os motivadores de uma cirurgia plástica reparadora geralmente influenciam diretamente na autoestima do indivíduo. Em muitos desses casos, o acompanhamento se dá, inclusive, por um profissional da psicologia junto ao cirurgião plástico.

Conheça alguns dos procedimentos de cirurgia plástica reparadora e quais os motivos da sua aplicabilidade, em pacientes cirúrgicos em casos de: 

  • Reconstrução mamária: quando se perde a mama por conta de um tumor;
  • Reconstrução de orelha: por alguma deficiência congênita;
  • Tratamentos para sequelas de queimaduras: em casos de queimaduras profundas ou de grau elevado;
  • Cirurgia da mão: por alguma deficiência congênita ou acidente;
  • Cirurgia pós-bariátrica: realizada em ex-obesos, que perderam muito peso com a cirurgia bariátrica e acumulam pele;
  • Cirurgia dermatológica: no caso de pintas e sinais que podem configurar tumor maligno.

 

Os benefícios da cirurgia plástica reparadora para ex-obesos

 

Diante do aumento de cirurgias bariátricas no Brasil, houve um aumento consequente de cirurgia plástica reparadora para ex-obesos.

Para se ter uma ideia, apenas no SUS, as cirurgias bariátricas cresceram 215% entre 2008 e 2017, conforme dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). Desta maneira, a cirurgia plástica reparadora para ex-obesos entrou em evidência no País, trazendo benefícios à estima desta parcela da população.

Com a eliminação da gordura, os pacientes começam a sofrer as consequências do excesso de pele. Elas que podem ser eliminadas com a cirurgia plástica reparadora em diversas regiões do corpo, como:

  • Abdômen;
  • Costas;
  • Coxas;
  • Braços.

Em todas essas partes há provocação de desconforto para o ex-obeso. Contudo, o procedimento é semelhante ao mesmo da cirurgia plástica estética de lipoaspiração e dermolipectomia – um procedimento cirúrgico que remodela o abdômen. Nesse mesmo procedimento, o ex-obeso passará pela redefinição do contorno corporal, como é feito nos casos de abdominoplastia.

Apesar dos avanços da medicina, o paciente ex-obeso deve se manter na linha da boa alimentação, para fazer jus à cirurgia bariátrica e a plástica reparadora. Atualmente, para esse tipo de caso médico, é possível fazer um body lift – em apenas uma cirurgia retirar todos os excessos de pele, presentes no corpo.

 

Os benefícios da cirurgia plástica reparadora para cicatrizes

 

Para o caso de cortes, queimaduras e outros tipos de cicatrizes graves, a cirurgia plástica reparadora terá a finalidade de reconstruir a pele lesionada e reabilitar o paciente a realizar suas funções normalmente. Ela corrige irregularidades na textura da pele, como a coloração. Pacientes que passam por esse tipo de procedimento deverão ter uma pele mais uniforme.

No entanto, nestes casos, a cirurgia é apenas indicada quando o paciente já tentou outros métodos de tratamentos estéticos que não funcionaram. Antes de se chegar à cirurgia plástica reparadora em regiões de cicatrizes, são feitos procedimentos estéticos de:

  • Uso de placas de silicone;
  • Radioterapia ou luz pulsada;
  • Massagem terapêutica;
  • Uso de cremes clareadores;
  • Uso de creme corticoide;
  • Tratamento estético.

Apenas em casos em que esses procedimentos estéticos não oferecerem resultados eficazes é que se realiza uma cirurgia. Portanto, procure saber por parte de seu médico algumas dicas de cuidados para sua cicatrização.

É importante conhecer também quais fatores determinam as correções técnicas de realização de uma cirurgia plástica para cicatrizes:

 Tipo de cicatriz;

  • Tamanho da marca;
  • Localização;
  • Gravidade da cicatriz;
  • Tendência de cicatrização do paciente.

Já no procedimento cirúrgico, serão realizados:

  • Cortes necessários para o procedimento;
  • Remoção de partes da pele afetada;
  • Reorientação de partes da pele afetada.

Nesse tipo de procedimento de cirurgia para cicatrizes, em alguns casos, apenas uma única cirurgia é suficiente para conquistar resultados satisfatórios. No entanto, em casos mais complicados, o médico pode recomendar a repetição do tratamento.

 

Cicatrizes formadas por queimaduras

 

Para casos de cicatrizes formadas por conta de queimaduras de segundo grau, há melhora moderada da cicatriz, que deve aparecer com o período pós-cirúrgico.

Contudo, em casos de queimadura de terceiro grau, quando a pele é mais prejudicada, ainda não há cirurgias que sanem todos os vestígios do incidente. Neste caso, a cirurgia plástica reparadora ameniza as sequelas provocadas pelas queimaduras.

As técnicas de cirurgia reparadoras para queimaduras variam bastante entre os diversos casos: em situações mais simples, o tratamento é feito apenas com curativos e pomadas. Já em casos cirúrgicos, poderão ser realizados enxertos de fatias de pele saudável no paciente ou a utilização de retalhos de pele, quando há transferência do tecido irrigado por artérias para a área acometida.

Enfim, você ainda tem dúvidas sobre o procedimento cirurgia plástica reparadora?

Entre em contato conosco pelo site ou por meio do whatsapp.

 

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades e mantenha-se informado.

Solicite uma ligação
e tire suas dúvidas
Fale com um de nossos atendentes ou, se preferir, nós ligamos para você.